Análise: Realme 9 Pro+, o assalto ao mid-range proposto pela marca

Voltamos com as análises que dão sentido à nossa comunidade, desta vez com um smartphone de uma marca que acompanhamos desde seu desembarque na Espanha, estamos falando claramente Reyno. Desta vez com um novo banner que visa quebrar a tranquilidade do mid-range.

Descubra conosco o novo Realme 9 Pro+, um terminal com uma ótima aposta de hardware, valerá a pena? Contamos todos os segredos nesta análise aprofundada do novo Realme 9 Pro+, uma alternativa definitiva da empresa que busca chegar à mesa, vamos ver se consegue.

Materiais e design

Mais uma vez o desenho Eu de verdade aponta visualmente acima do que encontramos em termos de qualidade percebida. O vidro traseiro com um imponente módulo de três câmeras feito de metacrilato, enquanto a parte inferior é para USB-C e a quase extinta, mas agradável de ver, porta jack de 3,5 mm para fones de ouvido. Painel direito para o botão de bloqueio e painel esquerdo para as teclas de volume. Acontece, como em muitos outros Realme, que a armação do celular é feita de policarbonato (plástico), algo comum que permite uma redução de peso e principalmente de custos.

  • Peso: 128 gramas
  • espessura: 8 milímetros
  • cores: Midnight Black – Green – Light Shift (com mudança de cor)

Temos apenas 128 gramas para uma espessura de 8mm que está envolto em um terminal que, como você sabe, possui um painel de 6,43 polegadas com um quadro inferior clássico e a sarda da câmera selfie no canto superior esquerdo. Eles adotam uma área traseira um pouco curvada para facilitar a aderência e uma estrutura plana como a marca atual da indústria.

Sem dúvida o Realme 9 Pro + A nível visual, parece mais do que encontramos com sua fabricação, mas isso não é um ponto negativo se levarmos em conta que o plástico fornece leveza e resistência, claramente não estamos diante de um terminal de ponta nem pretende ser estar.

Características tecnicas

A primeira coisa que nos impressiona é que, ao contrário dos modelos inferiores da mesma série, neste Realme 9 Pro + montar um processador MediaTek, falamos sobre o Dimensão 920 Octa Core, um processador recente que demonstrou suas capacidades técnicas e as desenvolve corretamente nos testes que realizamos. Por sua vez, ele é acompanhado por 8 GB de RAM LPDDR4X e 128 GB de armazenamento UFS 2.2 que rendem resultados acima de 500.000 pontos em Antutu.

  • Processador: MediaTek Dimension 920
  • RAM: 8 GB LPDDR4X + 5 GB de RAM dinâmica
  • Armazenamento: 128 GB UFS 2.2

O processador é feito em uma arquitetura de 6nm e quanto à GPU temos o ARM Mali-G68 MC4 que teve um bom desempenho em nossos testes gráficos. Tudo isso é acompanhado por 5 GB de RAM dinâmica, uma memória virtual que podemos ajustar em etapas de 2 GB a 5 GB, dependendo de nossas necessidades.

  • Telefonia: 5G
  • 5.1 Bluetooth
  • WiFi 6
  • NFC

Em relação à conectividade, Este processador tem recursos 5G Nas bandas mais comuns, pelo que pudemos verificar, temos cobertura, embora as velocidades estejam longe do que as empresas prometeram por motivos de expansão não atribuíveis ao dispositivo. Acompanhado dos mais usuais Bluetooth 5.1, WiFi 6 e, claro, NFC para fazer pagamentos e nos identificar.

Tela, multimídia e autonomia

Temos um painel AmoLED de 6,43 polegadas fabricado pela Samsung e um Taxa de atualização de 90 Hz acompanhado por um sensor de impressão digital na tela que também possui recursos de medição de frequência cardíaca. Eles teriam sido coroados com 120Hz, mas imaginamos que em termos de desempenho a empresa optou por apenas 90Hz que já são mais altos que o normal. Temos um painel bem ajustado, com bons picos de brilho e que, no meu ponto de vista, é um dos fatores mais positivos do terminal.

Quanto à seção multimídia, temos um som que parece estéreo sem o ser, embora afirmem montar compatibilidade com a tecnologia Dolby Atmos e Ambient Sound através deste sistema estéreo assimétrico. Da mesma forma que a Realme nos promete Ouro de alta resolução para som, embora não tenhamos conseguido verificar objetivamente esta seção técnica.

Quanto à autonomia, este terminal de quase 190 gramas monta uma grande bateria de 4.500 mAh que obviamente não possui carregamento sem fio, enquanto temos o conhecido Carga rápida de 60 W desses terminais com o algoritmo de otimização de carga VTF. Claro que o carregador incluso possui uma porta USB-A, algo que ainda nos surpreende com tanta implementação de USB-C que estamos vivenciando. Resumindo, temos 50% do terminal carregado em apenas 15 minutos.

Câmera

Realme tenta jogar o resto com um sensor feito por Sony (IMX766) Com estabilização OIS de nada menos que 50MP, vamos dar uma olhada no conjunto de câmeras:

  • Diretor: 50MP Sony IMX766 f/1,8
  • Primavera Grande ângulo: 8MP f / 2,3
  • Profundidade: 2MP f / 2,4
  • Flash de LED duplo

Nesse caso, insisto que montar sensores para fazer um módulo maior não acaba sendo eficaz, algo que o Google mostrou com a linha Pixel. Temos um sensor que se defende bem em condições favoráveis ​​e que não sofre muito no Modo Noturno, embora o resto dos sensores mostre muito ruído e problemas em situações de contraste.

Quanto à Câmera selfie temos 16MP com f/2,4 com um "modo beleza" que é muito acentuado mas não teremos problemas generalizados na selfie. Gravação de vídeo Aconselho você a dar uma olhada no vídeo que acompanha este artigo onde você tem o teste aprofundado, resumindo: Estabilização suficiente, sofre com contrastes e boa faixa dinâmica para uma gravação em 4K e SlowMo a 960FPS.

Opinião do editor

Com este Realme 9 Pro+, mais uma vez a empresa procura oferecer o expoente máximo em termos de relação hardware/preço, no entanto, como sempre acontece, temos que a gama média carece de alguns recursos que poderíamos pensar devido ao desempenho do o resto do dispositivo (erroneamente) que estão presentes. Uma opção muito interessante dentro do mercado intermediário é o que encontramos neste Realme 9 Pro+.

Preços: realme 9 Pro+: entre 350 e 450 euros. Versões: 6 GB+128 GB // 8 GB+256 GB // realme 9 Pro: entre 300 e 350 euros. Versões: 6 GB+128 GB // 8 GB+128 GB // realme 9i: entre 200 e 250 euros. // Versões: 4GB+64GB // 4GB+128GB

Realme 9 Pro +
  • Avaliação do editor
  • Avaliação de 4 estrelas
  • 80%

  • Realme 9 Pro +
  • Revisão de:
  • Postado em:
  • Última modificação:
  • projeto
    Editora: 80%
  • Tela
    Editora: 80%
  • Atuação
    Editora: 90%
  • Câmera
    Editora: 70%
  • Autonomia
    Editora: 90%
  • Portabilidade (tamanho / peso)
    Editora: 90%
  • Qualidade preco
    Editora: 85%

Prós e contras

Prós

  • Bom sensor da câmera principal
  • Leveza e autonomia andam de mãos dadas
  • Desempenho de software leve

Contras

  • Sensor de profundidade excedente
  • O som não está à altura da tela

O conteúdo do artigo segue nossos princípios de Ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

*

*

  1. Responsável pelos dados: Miguel Ángel Gatón
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.